• Ana Isabel Trindade Galvão

LCI: entenda o que é e como funciona

Atualizado: 4 de Dez de 2020


LCI: entenda, no detalhe, como funciona um dos investimentos em Renda Fixa mais famosos do mercado brasileiro Existem no mercado financeiro investimentos para diferentes perfis de investidores. Para quem busca mais segurança e previsibilidade, a renda fixa é a categoria mais adequada. E a Letra de Crédito Imobiliário, conhecida também por LCI, faz parte dessa categoria e pode ser uma boa escolha para o investidor conservador. Isenta do Imposto de Renda (IR) a LCI é um tipo de investimento protegido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) em até R$ 250 mil, por CPF e instituição financeira. Ou seja, caso o banco emissor da LCI não cumpra com suas obrigações, você receberá o valor aplicado (até R$ 250 mil) de volta.

LCI: o que é?

A Letra de Crédito Imobiliário é um título que pode ser emitido por instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central. Ela é um investimento de renda fixa e é lastreada ao financiamento do mercado imobiliário. Simplificando: ao investir em LCI, o seu dinheiro será “emprestado” para a compra ou financiamento de um imóvel. Ele é justamente um instrumento de captação das instituições financeiras para movimentar o mercado imobiliário. Como o rendimento da LCI é conhecido no momento da aplicação, é considerado um investimento seguro em comparação à Bolsa de Valores, por exemplo, embora o retorno não seja tão atraente quanto o mercado de ações. Além disso, é protegido pelo FGC. Ou seja, caso o emissor do título entre em falência, o FGC garante o pagamento do valor investido mais os juros prometidos, com o teto máximo de R$ 250 mil por CPF e por instituição financeira. Além disso, a volatilidade desse investimento é baixa. De uma forma simples, a rentabilidade não sofre grandes variações, como acontece em investimentos de renda variável, como as ações por exemplo. Como funciona a LCI? Antes de escolher um investimento, é interessante saber como ele funciona e para onde vai o dinheiro investido. Afinal, todo o dinheiro aplicado em investimentos é utilizado de alguma forma ou destinado a alguma aplicação. No caso da LCI a utilização do dinheiro investido tem relação com o mercado imobiliário. Vamos exemplificar para ficar mais claro como funciona a Letra de Crédito Imobiliário. Primeiro, precisa-se do investidor e do emissor do título, no caso, uma instituição financeira. Então, o investidor realiza uma aplicação em uma LCI por meio uma corretora de investimentos, por exemplo. O dinheiro que o investidor “emprestou” para a instituição financeira é direcionado, junto com o dinheiro de muitos outros investidores que optaram por alocar o capital em LCI, para clientes do ramo imobiliário, ou seja, que precisam de recursos para financiar determinado tipo de imóvel. Portanto, você aloca dinheiro no mercado imobiliário apenas de maneira indireta. A instituição financeira que emite o título é quem faz a intermediação das operações. Quais são os tipos de LCI? Existem três tipos diferentes de LCI que são classificados de acordo com a rentabilidade:

  1. -LCI pós fixada

  2. -LCI pré fixada

  3. -LCI híbrida

LCI pré-fixada

Nessa modalidade o investidor consegue saber exatamente o valor final que irá resgatar no vencimento do título. Isso pois a rentabilidade é pré-fixada, ou seja, é definida no momento da aplicação e não é alterada durante o período em que o dinheiro está investido. Então, pode ser, por exemplo, que a LCI renda 5%, 15% ou 25% ao ano. No momento da aplicação, você saberá qual será o rendimento.

LCI Pós-fixada

Na LCI pós-fixada é possível saber como vai ser calculada a rentabilidade, mas não é possível saber o rendimento final da aplicação já que ele é atrelado a algum indexador externo. Na maioria dos casos, o indexador é o Certificado de Depósito Interbancário (CDI), que é um valor que geralmente fica muito próximo da taxa básica de juros – a Taxa Selic. Exemplos de rentabilidade de LCI pós-fixadas são: -90% do CDI

-100% do CDI

-110% do CDI


Como o CDI não é conhecido no momento da aplicação e pode variar no tempo, não é possível saber qual será o valor resgatado no vencimento do título. LCI híbrida Existem também a LCI híbrida: uma parte do rendimento é pré-fixado e outra parte é variável, atrelado a algum indexador externo. Pode ser, por exemplo:

  • CDI + 5%

  • 50% do CDI + 2%

Ou seja, tem-se garantido uma parte do rendimento. A outra parte vai variar de acordo com o indexador escolhido. Então, qual a rentabilidade da LCI? Muitas pessoas elencam a rentabilidade como o fator mais importante na hora de investir. Se você pensa mais em ter um bom rendimento do que em segurança, vale lembrar da máxima para quase todos os investimentos: quanto maior o risco, maior as chances de rentabilidade. A LCI é considerada um investimento de baixo risco, como muitos dos que fazem parte do grupo de renda fixa. Ou seja, ela oferece outros benefícios como a previsibilidade, segurança e baixa volatilidade. A dica para encontrar Letras de Crédito Imobiliário mais rentáveis segue a mesma linha: quanto maior o risco, maior a chance de lucro. O que isso significa? Que se você optar por investir em LCI de instituições muito consolidadas e saudáveis, terá segurança, mas provavelmente a rentabilidade do título será menor. Contudo, LCI de pequenos bancos, não tão conhecidos no mercado e com um rating baixo podem oferecer uma maior rentabilidade. Porém, é necessário abrir mão da segurança e correr riscos. Pode ser uma alternativa para encontrar mais rentabilidade nos títulos. Como escolher LCI? A resposta é: depende. É preciso analisar alguns fatores para escolher qualquer tipo de investimento para sua carteira. Pense sempre em:

  • Qual o seu tipo de investidor

  • Quais são seus objetivos com esse investimento

  • Qual o prazo dos objetivos – curto, médio ou longo

  • O quanto de capital você tem para alocar

LCI para reserva de emergência?

A reserva de emergência deve ser o primeiro passo para quem está começando a investir. Os investimentos mais adequados são os com baixo risco, mais segurança e alta liquidez. Pensando nisso, existem alternativas mais adequadas para a reserva de emergência se comparadas com a LCI. Isso pois algumas opções desse tipo de investimento além de terem o valor mínimo para investimento alto, ou seja, não ser acessível para quem está começando a reserva de emergência, também não tem liquidez diária. E a liquidez é, justamente, um dos pontos mais importantes para a reserva de emergência. Pois esse dinheiro pode ser usado exatamente em situações onde precisa-se dele com urgência.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo